1. Cronograma

a a a a a a a a a a a a a a a a a a a a a a a a a a a a a a a a a a a a a a a a a a a a a a a a a a a a a a a a a a a a a a a a a a a a a a a a a a a a a a a a a a a a a a a a a a a a a a a a a a a a a a a a a a a a a a a a a a a a a a a a a a a a a a a a a a a a a a a a a a a a a a a a a a a a a a a a a a a a a a a a a a a a a a a a a a a a a a a a a a a a

2. Introdução

No módulo anterior, tratamos do modo como o governo pode aflorar em sociedades sem governo (ou contra o governo), bem como as formas que tais mudanças impõem na noção de ordem natural.

Neste módulo, discutiremos com mais cuidado os impactos que essa modificação impõe gera nas categorias utilizadas por uma cultura para lidar com a tensão entre nossas heranças igualitárias e as desigualdades políticas introduzidas nas sociedades com governo, com foco na maneira como a filosofia grega buscou desligar a legitimidade dos governos dos discursos que exigem que os governantes respeitem a ordem tradicional.

Este é um ponto que dialoga com a questão do Exame de Ordem porque Aristóteles e Platão são filósofos clássicos que sempre podem ser objetos de perguntas no contexto de uma prova objetiva de filosofia e, portanto, conhecer as suas concepções é importante tanto filosoficamente quanto estrategicamente.

2. Leituras

2.1 Leitura Obrigatória

1: Costa, Alexandre. A filosofia grega. Arcos, 2020.

2: Costa, Alexandre. A ética grega. Arcos, 2020.

2.2 Leitura Complementar

1: Platão. A República.

2: Aristóteles. A política.

3: Aristóteles. Ética a Nicômacos.

4. Atividades:

4.1. Post 3 - O legado grego