Elizandra Salomão Nascimento

3 Textos

A ordem natural

Os povos e indivíduos estão em constante modificação. Essas modificações causam alterações nas teorias e nas perspectivas que explicam e acabam por reger as sociedades. Em seus primórdios, a sociedade ocidental se baseava na teoria jusnaturalista em que o direito era natural, em que a ordem e a justiça eram os princípios fundamentais para manter uma sociedade. Entretanto essa teoria, pura e simplesmente guiada por essa ideia não foi capaz de explicar tudo.

De alguma forma, o direito jusnaturalista sempre esteve ligado ao positivismo, pois sempre estabeleceu regras. Mesmo que estas não fossem escritas, regras e leis naturais e ligadas

Governo como fim em si próprio: exigência ou alternativa?

Fato é que a tentativa de imposição de padrões próprios a formas de organização de sociedades não europeias segue a todo vapor. O discurso Hegeliano de que as formas de civilização seguiriam uma trajetória como a europeia e teriam no homem europeu o seu auge ainda nos aflige enquanto sociedade, como padrão (Grau, 2009).

Quando me coloco em lugar de julgar se o que existe numa comunidade indígena, ou qualquer outro povo distante dessa realidade padronizada, é uma forma de governo, me coloco como padrão a ser seguido e a categoria "governo", como um fim em si próprio, reinando algum

A herança grega

A herança grega transbordou o campo filosófico e encontrou, na arquitetura, na dramaturgia, na matemática e em outras áreas, espaço para se projetar por centenas de anos, chegando aos nossos dias. Não raro chamada de berço da civilização ocidental, a cultura grega é ponto de partida para muitas definições que nos são caras e mesmo paradigmas científicos em ciências humanas em geral, com destaque para a filosofia.

O mundo presente é de tal modo influenciado pela herança grega que é preciso, em alguma medida, forçarmo-nos à compreensão de que a contemporaneidade, ainda que deferente a essa herança, não é a