A principal atividade envolvida no curso é o desenvolvimento de um blog no qual serão publicados os trabalhos dos grupos. Para viabilizar essa publicação, é preciso desenvolver a habilidade de publicar textos no Ghost, por meio da leitura do seguinte texto:

Costa, Alexandre. Instruções para escrever um blog neste site.

1. Elementos da página

Uma vez compreendidas essas instruções, vocês devem ser capazes de realizar a atividade de publicar uma página com:

1.1 O nome do grupo.

Escolham um nome para o grupo de vocês e coloquem esse nome como o título da página: "Grupo ???"

1.2  A composição do grupo

A composição deverá vir no conteúdo da página.

Usem um subtítulo título "Integrantes". Para formatar como subtítulo, o modo mais simples é selecionar o texto e apertar "Ctrl-h", que vai modificando a formatação alternando a hierarquia dos títulos.

No Markdown, há de Título 1 a Título 6. Porém, como o Título 1 é usado para o título da página, no conteúdo da página estão disponíveis apenas os títulos de 2 a 5.

A lista dos integrantes deve vir formatada como lista. Há no Markdown (e no HTML + CSS) dois tipos de listas: ordered list (ol) e unordered list (ul). No modelo do nosso site, as listas ordenadas seguem uma ordem numérica e o atalho para listas ordenadas é Ctrl-l.

Se você começar o texto com "* " (asterisco + espaço), o Ghost formata automaticamente como uma lista não-ordenada. Se você começar o texto com "1. ", o Ghost formata o seu texto automaticamente como uma lista ordenada (e, se essa formatação não é o que você deseja, basta clicar Ctrl-z, para desfazê-la).

1.3 Explicação do nome

Para que vocês treinem publicar um parágrafo, escrevam uma breve explicação sobre o nome do grupo, indicando os motivos de sua adoção.

1.4 Tags

Insira ao menos três tags: blog, grupo, e também o nome do grupo (que deverá ser usado como tag de todas as suas publicações).

1.5 Autoria

O post de apresentação do grupo deve indicar todos os membros do grupo como autores. Não se trata de um trabalho que será avaliado, mas apenas de um exercício inicial, de tal forma que essa página de apresentação será editada ao longo do semestre.

1.6 Estratégia de abordagem

Cada grupo organiza de forma particular seu trabalho. No semestre passado, alguns grupos atribuíram o trabalho de fazer cada post semanal a um integrante, e parece que esse não foi o sistema que gerou melhores resultados.

Resultados mais interessantes foram alcançados por grupos que atribuíram a elaboração inicial dos posts a uma dupla (e não apenas a uma pessoa) e que tiveram um sistema de revisão dos demais integrantes, para agregar contribuições.

Também parece não ter funcionado bem o sistema de atribuir a uma pessoa a avaliação de todos os posts de uma semana, pois essa sobrecarga terminava gerando avaliações mais simplificadas, gerando uma sobrecarga para quem já tinha sido o responsável por escrever o post da semana.

Como o trabalho semanal é dimensionado para uma divisão dentro de um grupo de cinco pessoas, a atribuição de todas as atividades de uma semana a um único integrante tende a gerar uma sensação de sobrecarga. Nos grupos que concentraram o as atividades de cada semana em um único integrante, foi comum a percepção de sobrecarga, que não esteve presente nos grupos que dividiram o trabalho de forma mais desconcentrada.

2. Leituras complementares para a atividade

1: Ghost. Getting Started. Ler os 3 primeiros posts (Welcome to Ghost, Writing posts with Ghost e Publishing Options).

2: Cifuentes-Goodbody, Nicholas. Academic Writing in Markdown. Youtube.

Este vídeo trata das potencialidades do Markdown como linguagem para escrever textos acadêmicos.

3: Textos sobre publicação de blogs

E também sobre formatação em Markdown, HTML, CSS e outros que sejam necessários para viabilizar a atividade de publicação do perfil pessoal, que certamente exigirá pesquisa específica de quem não tiver já uma grande experiência nessa atividade.

4: Cortázar, Julio. História de Cronópios e de famas. Em especial: Instrucciones para llorar. Instrucciones para subir una escalera.

Na primeira parte do fascinante Historia de Cronopios y de Famas, chamada Manual de Instrucciones, Cortázar nos oferece alguns dos tutoriais mais influentes da literatura. Ele, inclusive, cria a novidade do texto de introdução às instruções: Preambulo a las instrucciones para dar cuerda a un reloj, que neste link pode ser ouvido na voz do próprio autor.